Trending Tags

FILME 4

Eu, fãboy que sou da Blizzard, e fanático que sou pelo World of Warcraft, não pude deixar de lado as maravilhas literárias que foram escritas sobre os acontecimentos do jogo. Em uma breve busca, descobrir qual era a ordem correta de leitura dos livros, e por tanto, fui apresentado primeiramente a “A Ruptura”. 

Algo que eu gosto muito na Blizzard, é a forma como ela preza a expansão do seu conteúdo, reconhecendo que há muita história para ficar presa somente ao MMORPG. Eu agradeço muito a todos os livros que já foram publicados sobre as histórias do WoW, e fico triste por alguns não terem sido traduzidos ainda. Mas ok, vamos ao livro.

 

O Enredo de “A Ruptura” se passa antes dos acontecimentos da expansão do jogo chamada Cataclysm. Nele, podemos acompanhar acontecimentos envolvendo personagens como: Caerne Casco sangrento, Garrosh Grito Infernal, Varian Wrynn, Thrall, Jaina e principalmente, Anduin Wrynn. 

Logo no começo somos apresentados a uma batalha entre a Horda e a Aliança, as duas facções do jogo. Nesta guerra, podemos começar a entender os acontecimentos que levaram Caerne e Garrosh a discordarem um do outro, levando a um duelo mortal entre ambos. O desfecho da guerra nos mostra o porque Garrosh é considerado um exímio guerreiro e um herói para a Horda, enquanto Caerne se mostra um tauren de honra, habilidade e sabedoria.

Para ajudar no amadurecimento do príncipe de Ventobravo, o rei Varian envia o pequeno Anduin para uma estadia com os anões em Altaforja. E é durante essa estadia, que o herdeiro do trono da Aliança aprende sobre a luz e a sua importância. Seus estudos com os anões o proporciona um amadurecimento que surpreende até mesmo o pai. Assim, nós vamos entendendo como foi se moldando a personalidade pacífica e amorosa de Anduin. Seu envolvimento com o rei dos anões, Magni Barbabronze, mostra o lado dócil e adorável do príncipe de Ventobravo, e os ensinamentos que aprendeu com o rei, o ajuda a acalmar o seu pai Varian, na hora de tomar decisões sobre o futuro de Altaforja.

Os acontecimentos envolvendo o cataclismo que assola Azeroth, força Thrall a deixar o comando da Horda nas mãos de Garrosh Grito Infernal, para buscar entender o que está acontecendo com os elementos e o que os aflige. Essa decisão de nomear Garrosh como o chefe guerreiro não agrada Caerne, grande amigo de Thrall, mas apesar da amizade, o xamã orc, ignora os conselhos do tauren, decisão essa que se arrependerá para sempre. 

Essa busca pelo conhecimento dos elementos e descubrimento próprio, leva Thrall por uma estrada tênue, cheia de reviravoltas, guiada por uma companheira hostil, mas que esquenta o coração do orc, a orquisa Aggra. Nessa busca por conhecimento, Thrall acaba se conectando novamente com o seu verdadeiro “eu”. Passa a se reconhecer como Goel, filho de Draka e Durotan, não mais o chefe guerreiro da Horda, mas agora, um xamã da Harmonia Telúrica.

A Ruptura mostra os acontecimentos antecedentes a desolação causada por Asa da Morte e seus aliados. Para os jogadores vorazes de World of Warcraft, é indispensável, pois ajuda a entender como as coisas foram acontecendo no jogo, além de completar lacunas que somente jogando não conseguimos descobrir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous post FILME 3
Next post ANIMES 1