Trending Tags

FILME 1

Quando alguém estiver correndo de algo e gritando para você também correr, não pense duas vezes, apenas corra!

O novo filme da série Alien é de tirar o fôlego. Seja pela qualidade dos efeitos visuais ou pelas cenas de ação e suspense, Ridley Scott não decepciona, trouxe muitos elementos dos outros filmes, o que certamente vai agradar o público. O longa nos conta a história da nave colonizadora Covenant. Uma nave que tem como missão levar uma tripulação de 2000 colonizadores e mais alguns embriões para um novo planeta que fora escolhido após anos de pesquisa e análise. A trama se desenvolve quando um fatídico acontecimento coloca a tripulação diante de  uma decisão complicada: “Seguir o destino programado, ou mudar o curso?”

O filme traz Michael Fassbender de volta ao papel de um sintético (android humanoide estupidamente bem feito e eficiente). Eu, particularmente, gosto da atuação do cara e confio em filmes que trazem ele em um papel de importância, e mais uma vez, ele fez juz ao meu julgamento e me agradou. A atuação é boa, confiante e agradável, rouba a cena em algumas ocasiões, mas isso é mais mérito do roteiro do que da atuação dele, propriamente dita. A querida Katherine Waterston também teve uma atuação digna. A forma como a Daniels enfrenta as situações, os perigos, e é claro, o Alien, é maravilhoso. O medo e a coragem que brigam o tempo todo na personagem, foi passado da melhor forma possível pela atriz  e  faz com que a gente torça toda hora para que ela não morra. A ajuda do roteiro foi muito importante, eles acertaram ao criar uma personagem tão simples, mas também muito cativante. O roteiro em si é agradável e coerente. Tem algumas partes que deixam escapar o desfecho do filme, mas nada que o estrague como um todo.

A direção de Ridley Scott é boa. Ele conserta alguns erros cometidos em Prometheus, e traz para esse filme uma visão nova. Eu arrisco dizer que o mesmo bebeu na fonte de Kubrick, pois a trilha sonora de “Alien: Covenant” é tão agradável quanto “2001 Uma Odisséia no Espaço”, sem contar as locações que foram muito bem escolhidas. A fotografia do filme é maravilhosa e a união com a CGI é incrível. Algumas técnicas inovadoras foram aplicadas. A “visão” do Alien é bem melhor e mais elaborada. O filtro usado no longa deixa uma atmosfera cinza, sombria, misteriosa e às vezes sufocante.

Alien: Covenant me agradou bastante, a junção de todos os elementos do filme faz valer a pena as suas duas horas de duração. Minha nota é 4 e eu indico bastante!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Next post FILME 2